Meus lugares preferidos...

Em cada cidade que morei, encontrei alguns cantinhos que gostei, que se transformaram em meus lugares preferidos...

Em Santa Fé (na Argentina):
* o telhado da minha casa. Eu subia lá em cima e ficava olhando os telhados das casas vizinhas e cantando "Telhados de Santa Fé", em uma adaptação minha de "Telhados de Paris"... também pendurava roupas pra secar e assistia o pôr-do-sol lá de cima
* o caminho no meio da boulevar que ia da 9 de Julio até a costanera... era um canteiro com árvores no meio da avenida... e ia dar no rio...
* a costanera, calçadão na beira do Rio Paraná, onde eu sentava pra tomar mate com o pessoal e caminhava com minhas "maninhas"

Em Córdoba (tambem na Argentina):
* as ruas de Nueva Cordoba - principalmente na primavera, quando todo mundo ficava na calçada até tarde, tocando violão, cantando, tomando cerveja... e os bares e danceterias sempre cheios até o amanhecer
* o parque, onde ia tomar mates, caminhar ao redor do lago, sentar na grama...

Em Porto Alegre:
* a beira do Guaíba perto do Gasômetro, onde andávamos de bicicleta e depois sentávamos pro chimarrão
* a Redenção, onde caminhávamos ao redor do lago, passeávamos nos fins de semana e, claro, também tomávamos chimarrão
* a Rua da República, por onde caminhava dentro do "tunel" de árvores que cobre a rua...

Em São Paulo:
* o Ibirapuera... pedaço de calma no meio da confusão da cidade... e onde eu assistia shows, teatros, ia a festivais... onde sempre tinha algo acontecendo
* o parque da Aclimação, onde caminhava no final da tarde, depois de um dia inteiro sentada em frente ao computador
* o café no centro cultural da Gazeta, onde eu sentava em uma mesa na frente da janela e tomava café enquanto via as pessoas passarem apressadas pela Avenida Paulista
* a feira de todas as sextas de manhã, onde comprávamos frutas e verduras pra semana inteira e almoçávamos tempura e tapioca de morango com leite condensado

Em Praga:
* as paredes de Visehrad, a fortaleza perto do rio, onde eu sentava e ficava olhando pro castelo, as casinhas medievais que ficavam embaixo, nas ruazinhas que cruzavam por ali... e onde eu sentava na grama e aproveitava o fato de, por mais que fosse um lugar super bonito, os turistas ainda não tinham descoberto
* Haje - o bosque perto da minha casa, onde eu caminhava, pisava as folhas de outono e até fui colher cogumelos!
* o lago perto de casa, onde eu fazia minhas caminhadas de fim de semana... e onde em cada estação do ano, eu observava uma paisagem diferente

E aqui em Budapeste:
* o tunel que atravessa o morro onde fica o castelo... onde eu subo e sento no topo do tunel, admirando a vista da Ponte das Correntes, o Danúbio e a catedral ao fundo
* a Ilha Margit no verão... onde vou caminhar, sentar na grama, assistir as águas dançantes do chafariz...
* a rua onde fica a "minha" biblioteca... ruazinha charmosa de paralelepípedos que no outono tinha árvores amarelinhas e agora que é verão tem barzinhos e cafés com charmosas mesinhas nas ruas... andando por essa rua cruzo uma praça com um chafariz no meio, vejo uma igrejinha... adoro a calma e tranquilidade da rua... e a minha biblioteca também é legal! Tem livros em inglês e até espanhol e português!
* no inverno, o Szimpla, bar alternativo e underground, onde a gente sentava pra tomar chá indiano com especiarias e leite
* e no verão, Godor, o bar que coloca mesas na rua e a praça fica lotada de gente conversando e tomando cerveja ao ar livre... até altas horas da madrugada!

Em cada cidade encontrei meus cantinhos, meus pedaços de cidade que fazem eu me sentir em casa... e assim, me sinto em casa onde quer que eu esteja! :)

Comentários(4)

4 Response to "Meus lugares preferidos..."

  1. Débora, on junho 10, 2009 said:

    sugiro mais 2 lugares marcantes:

    o campinho de Arroio Teixeira, onde a gente jogava taco, volei, bocha, fazia reunião do clube das meninas e enchia os pés de rozetas!

    a sala do nosso apto na José do Patrocinio, na qual sofá era objeto de decoraçao porque todo mundo sentava mesmo era na rede ou nos colchões no chão, e que sempre acabava sendo quarto de visitas de quem morava longe ou tava muito bebado pra ir pra casa!

  2. Barbara, on junho 11, 2009 said:

    bah, verdade De!

    concordo com os 2! :)

  3. Caju, on junho 15, 2009 said:

    Oi Barbara, me chamo Carla e moro em Manaus, um amigo meu daqui mora aí em Budapeste há 2 anos eu acho... ele trabalha numa multinacional... então, ele ta voltando pra cá e eu pensei em ir pra aí, ter essa experiencia tão rica de morar fora por algum tempo. Mas eu tenho medo... medo da solidão sabe... É bom ver comentários e experiencias escritas como vc faz aqui, nos encoraja um pouco a desafiar esse medo... Se tudo der certo espero poder contacta-la...

  4. Bárbara, on junho 15, 2009 said:

    Oi Carla

    Vem pra Budapeste sim! A cidade é muito legal! E tu não vai sofrer de solidão aqui com certeza... somos muitos brasileiros, muitos latinos e muitos estrangeiros...

    E com certeza vale a pena passar um tempo por aqui, aprendendo, conhecendo, explorando...

    Se tu precisar de dicas/ajuda, deixa comentario ai com o teu e-mail e eu te escrevo ;)