On the road in Costa Rica (ou Cavalgada, praia e suco de graviola)

Na ultima semana passei 5 dias viajando pelo país, visitando empresas de crédito e conhecendo comunidades desconhecidas para os costarriquenhos... e é claro que essas viagens se tornam histórias pra contar...

* Onde mora o Chris?
Chegando em Costa de Pajaros, tínhamos que encontrar o Chris, um norte-americano que é voluntário do Corpo de Paz dos EUA aqui, nessa comunidade. E ele está interessado em abrir uma empresa de crédito na comunidade que trabalha. Então nosso objetivo era reunir-nos com ele e explicar o que e como ele deve fazer.
No caminho:
- E onde mora o Chris? - eu
- Não sei, chegando lá a gente pergunta.
- Ah ta... e nós temos o telefone dele?
- Não
- ???
Chegando lá, paramos o carro na beira da estrada, baixamos o vidro e chamamos uma menininha que passava por ali
- Oi, por favor, tu sabe aonde é a casa do Chris, um gringo que mora aqui?
- Ah sim, claro. Segue reto e ali na pedra grande, entra a esquerda. Ele mora lá em cima.
E não é que encontramos? :P

(e algo parecido aconteceu depois também, quando fomos a Bolsón, outra comunidade... e nosso objetivo era visitar os sócios da empresa, pra ver quais deles ainda querem continuar na empresa, já que vários estavam ameaçando dissolve-la... e era a mesma coisa: "onde é a casa da dona Rosita?" e as pessoas nos explicavam...)

 (nosso meio de transporte na Isla Chira... ah, o do meio é o Chris!)

* Horário da lancha
Para cruzar de Costa de Pajaros até a Isla Chira, tínhamos que pegar uma lancha.
- Bom, Chris... e a que hora sai a lancha pra ilha?
- Ah, sai na hora que passa o ônibus de Puntarenas
- Ok, então nos vemos lá na lancha, na hora que passar o ônibus
Incrível, não?

(na lancha)

* Frutas, frutas e mais frutas!
Lá na ilha, na casa onde ficamos, tinha vários pés de manga, com mangas lindas e maduras por todos os lados... era só juntar elas do chão, lavar e comer ali mesmo, com casca e tudo...
Também tinha coco... tomamos água de coco, comemos coco direto da fruta...
Ah, e em vários lugares encontrei suco de graviola com leite!! Adoro! :)

* Bebidas menos convencionais
Nem só de suco de frutas passei esses dias... na casa de uma senhora, ela me ofereceu "horchata" pra tomar... é um suco de arroz, com leite e canela... (sim, adivinhou quem pensou que tem gosto de arroz-de-leite)
E no caminho, no carro, a seca e o sol dos lugares onde passamos dava muita sede... então de tempos em tempos parávamos na beira da estrada pra tomar algo...
Numa dessas, me dão um saco plástico com um canudo enfiado dentro e amarrado pro saco não abrir. Dentro, uma bebida leitosa e doce, de sabor indecifrável... sei lá o que era, mas com a sede... 
Em outra parada, compramos "vino de coyol". Coyol é uma palmeira... e a bebida é um fermentado refrescante que, segundo minhas pesquisas na wikipedia, não embebeda na hora que se toma, mas quando a pessoa se expõe ao sol... (eu não me expus ao sol depois de beber, então a teoria ainda não está comprovada)

(por do sol em algum lugar em Guanacaste, a provincia mais seca da Costa Rica)

* Cavalgada
Uma das empresas que visitamos estava organizando a cavalgada Lunamar, que acontece na lua cheia e vai do povoado deles até uma praia próxima.
Como a minha chefe não foi e a FINCA (minha ONG) tinha um cavalo reservado, eles fizeram questão que fosse eu montada no cavalo!!! Detalhe: eu nunca tinha montado um cavalo na vida!!!
Me deram a égua mais mansinha, me ensinaram um pouquinho antes de sair como fazer pra ela ir pra um lado ou outro e como parar... e depois eu convenci uma das senhoras da empresa a levar a égua amarrada no cavalo dela, assim ela seguia o cavalo e eu só precisava me concentrar em me manter montada sem cair...
Foram 2h30 de cavalgada, com o céu estrelado, a lua cheia, chegada na praia e alguns metros de cavalgada com o som das ondas... apesar do meu nervosismo e da dor na bunda, foi bonito! :)

* Praia
Na Isla Chira, depois de 2 dias de trabalho, convenci o pessoal a me levar pra praia (oras, como é que vou passar 2 dias numa ilha sem ir pra praia!)... fomos lá pelas 21hs, fizemos fogueira, olhamos a lua quase cheia, esperamos a maré subir (porque o terreno lá é puro lodo, então só dá pra nadar com a maré alta, senão a gente afunda no lodo e corta os pés - sim, eu aprendi isso por experiência própria!)... e lá pelas 23h30, entramos no mar! :)
 (maré baixa... e os barquinhos todos no seco...)

No dia da cavalgada, depois da chegada na praia, procuramos um hotelzinho pra dormir ali perto, também na praia... assim, no dia seguinte, antes de começar um dia cheio de reuniões, contabilidade, balanços, ações, etc... tomei um bom banho de mar (sim, as 7h da manhã!)

(banho de mar as 7h da manhã)

To adorando minhas "giras" pelas empresas... aprendo, me divirto, conheço o país e acumulo histórias pra contar! :)

Comentários(8)

8 Response to "On the road in Costa Rica (ou Cavalgada, praia e suco de graviola)"

  1. Jesiel, on abril 04, 2010 said:

    Bárbara,

    Meus parabéns pelo teu blog!
    Muito bom, simplesmente, comecei a ler as 13:30 desse domingo de Páscoa, e só vou parar agora porque tenho que sair (17:50).
    É simplesmente incrível ler os teus relatos, eu , sendo gaúcho, acabo sentindo como se estivesse no país.
    Estou participando do Processo Seletivo da AIESEC de Porto Alegre nesse semestre e você pode ter certeza de que ler teu blog me inspirou e muito para participar ainda mais dessa organização!

    Muito obrigado por compartilhar essas experiências conosco.

    Jesiel

  2. Renata Murari, on abril 05, 2010 said:

    Oi Bárbara!!
    Com certeza Costa Rica será um dos próximos destinos.

    continue contando mais.
    bjo

  3. Alexandre Aguiar Dedavid, on abril 06, 2010 said:

    Bá, muito legal o post! Gostei das bebidas exóticas! hehehehe! No chile tomei um chá de pessego com milho que até esqueci o nome! :P

  4. Marina Trindade, on abril 07, 2010 said:

    Bárbara! Muito bom seus textos, como sempre! =)
    Continue contando suas experiências pelas terras da Costa Rica... hehe
    Fico feliz em saber que está bem e curtindo muito o seu X!
    Saudades!!!!!!!!!!!!

    Beijos!

    Marina.

  5. Babi Silva, on abril 08, 2010 said:

    Pura vida, mae! Como sempre seu blog é ótimo!
    Bom saber que está super feliz com seu trabalho. Continue nos atualizando de suas aventuras em Costa Rica...

    Ah, aqui na Bolivia tem um suco de pessego servido numa sacolinha de plástico com canudinho também...Além do suco, tem o pêssego desidratado dentro da sacola.

    Bjus

  6. Luna, on abril 14, 2010 said:

    Adoro seus posts!
    Saudades!

    beijos

  7. lulu, on abril 16, 2010 said:

    Nem parece que é gaúcha Tchê. Quando tu contar que é gaucha, mas não sabe montar a cavalo explica que tu nasceu e morou na cidade grande e não nos pampas.
    Continue aprendendo tudo e provando os sucos mais bizarros( como diria a Dé)que aparecer.
    bjos lulu

  8. Bárbara, on abril 16, 2010 said:

    Jesiel, Renata, Xande, Marina, Babi, Luna... obrigada pelos comentários!! É sempre um prazer receber a visita de voces aqui no blog!! :D

    Lulu: pois é... e o pior é que o lugar onde começava a cavalgada até parecia São Luis Gonzaga... hehehe
    Até o tipo de música que tocava lá parecia música gauchesca... ;)